Ao vivo Rádio Atual FM
25.9 C
Concórdia

Aprovado pedido de recuperação judicial do Figueirense

O Figueirense teve o seu pedido de recuperação judicial aceito na quarta-feira(7) pela Justiça em Florianópolis. Clube tem prazo de 60 dias para apresentar plano de pagamento aos credores.

O documento é assinado pelo juiz Luiz Henrique Bonatelli.

Com isso, agora o clube tem o prazo de 60 dias para apresentar o plano de pagamento aos credores, seguindo depois todos os trâmites normais da recuperação.

Além disso, pelo período de 180 dias ficam suspensas as ações e execuções de credores contra o clube.

O Alvinegro vive a maior crise na história centenária. O clube acumula R$ 165 milhões em dívidas, dos quais R$ 81 milhões são vinculados ao Figueirense  FC e R$ 84 milhões à Figueirense  Ltda. A partir de 2017, com a chegada da Elephant (empresa gestora até 2019), a situação se agravou.

São 22 contas que passam da casa do milhão de reais na lista consolidada de credores do Figueirense. Nomes conhecidos da torcida e outros totalmente desconhecidos. Estão nela ex-jogadores, ex-dirigentes, técnicos que passaram pelo Orlando Scarpelli, empresários, agências de atletas, prestadores de serviço e fornecedores.

Há vários treinadores que passaram pelo Orlando Scarpelli que ainda têm o que receber do clube. Com passagens rápidas ou marcantes, com alguma identificação ou não. Entre os credores estão Marcelo Cabo, Hemerson Maria, Vinicius Eutrópio, Guto Ferreira, Elano, Rogério Micale , Pintado e Raul Cabral.

Na relação dos ex-atletas estão o ídolo Fernandes, os zagueiros Alemão e Marquinhos Silva, os atacantes Maikon Leite, Henan e Romarinho, o meia Fellipe Mateus, hoje no Criciúma, Roger Carvalho, Thiago Heleno e os polêmicos Carlos Alberto e Lenny.

Times de futebol têm crédito com o Figueirense. Entre eles Flamengo, Palmeiras, Corinthians, São Paulo, Sport, Vitória e o PSTC, que forma atletas no Paraná.

 

 

Participe da comunidade no Whatsapp da Atual FM e receba as principais notícias do Oeste Catarinense na palma da sua mão.

*Ao entrar você está ciente e de acordo com todos os termos de uso e privacidade do WhatsApp

Notícias Relacionadas

Em Alta