Ao vivo Rádio Atual FM
25.9 C
Concórdia

BRF ensaia recuperação após minimizar decisão saudita de descredenciamento na exportação de frangos

Brasil – Após sofrer com a notícia de que Arábia Saudita descredenciou frigoríficos exportadores de frango, as ações da BRF (SA:BRFS3) operam com ganhos nesta quarta-feira, de 2,19% a R$ 23,77, sendo que na véspera perdeu 5,07%. A companhia minimizou os impactos da decisão em suas operações.
Pela manhã, a companhia divulgou comunicado informando que tomou conhecimento da nota oficial do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) acerca do relatório publicado pelo serviço sanitário da Arábia Saudita habilitando 25 estabelecimentos brasileiros como exportadores de carne de frango para aquele país.
As repercussões para a BRF em decorrência desse evento são as seguintes: a companhia passou a ter oito dentre as vinte e cinco plantas habilitadas para exportação de carne de frango para a Arábia Saudita; das plantas que a BRF exportava regularmente, uma delas, Lajeado, não consta da nova lista; no caso de Jataí, também excluída da nova lista, ela não exportava para a Arábia Saudita; as oito plantas habilitadas possuem capacidade suficiente de atendimento da demanda daquele mercado.
Com isso, a BRF informa que o impacto efetivo dessa medida se restringe às exportações da planta de Lajeado, que vinha operando com um volume de aproximadamente 6,5 mil toneladas/mês de exportação para a Arábia Saudita.
A companhia explica que já iniciou os ajustes necessários em sua cadeia produtiva e estima que, em no máximo 3 meses, retomará o mesmo patamar de embarques para a Arábia Saudita.
Assim, a perda de receita líquida não é material, visto que a estimativa de empresa é que poderá atingir no máximo 0,1% da receita líquida auferida nos últimos 12 meses encerrados em setembro de 2018, ou R$45 milhões nesse período de três meses. (Informações Investing.com)

Participe da comunidade no Whatsapp da Atual FM e receba as principais notícias do Oeste Catarinense na palma da sua mão.

*Ao entrar você está ciente e de acordo com todos os termos de uso e privacidade do WhatsApp

Notícias Relacionadas

Em Alta