Ao vivo Rádio Atual FM
20.2 C
Concórdia

Dedé Santana é processado em quase R$ 285 mil por não comparecer em shows

O eterno trapalhão Dedé Santana está com um problemão para resolver. O comediante está sendo processado em R$ 284.626,39 pelo produtor Edvan Ferreira de Araújo por perdas e danos. O motivo: Dedé cancelou apresentações no Nordeste em cima da hora.
Segundo o Notícias da TV, de Daniel Castro, Edvan planejou uma turnê pela região para ajudar Dedé. “Ele topou e me colocou como agente, para eu representá-lo em TVs, cinemas, comerciais e teatros. Tinha autonomia para negociar por ele“, conta o produtor, e continua: “Marcamos uma reunião em Fortaleza, com vários representantes da emissora. O Dedé estava desempregado, reclamando que não tinha nada para fazer. Consegui uma boa vitrine e no dia da reunião ele não apareceu”.
Edvan também alega que Dedé não apareceu em outros compromissos. “Com uma apresentação marcada para o sábado, ele me ligou às 23h de sexta e disse que não vinha. Eu já tinha feito acordo com dono de teatro, perdi dinheiro e ainda fiquei queimado”, disse ele.
Do outro lado da história, Vitor Lustosa, responsável por gerenciar a carreira de Dedé, explica que o comediante não compareceu na apresentação por estar entrando em uma roubada, segundo o produtor Tom Lopes que telefonou para avisá-lo.
Não tinha porra nenhuma acontecendo de divulgação, não tinha televisão. E o Dedé já é ‘puta velha’ de estrada, ele sabe que sem mídia nem o Roberto Carlos consegue lotar teatro hoje em dia. O cara [Tom Lopes] me fala: ‘Isso vai ser um fracasso. Daqui a dois ou três dias o Dedé chega e não vai ter público’. O Dedé já estava no aeroporto de Campinas, esperando para embarcar, e a gente ainda não tinha recebido do Edvan nem a passagem de volta“, disse Lustosa ao site.
Que situação!

Participe da comunidade no Whatsapp da Atual FM e receba as principais notícias do Oeste Catarinense na palma da sua mão.

*Ao entrar você está ciente e de acordo com todos os termos de uso e privacidade do WhatsApp

Notícias Relacionadas

Em Alta