Ao vivo Rádio Atual FM
28.3 C
Concórdia

Dupla que matou homem em Água Doce por suspeitar que ele simpatizava com facção rival é condenada

Água Doce – A disputa entre facções criminosas já ceifou muitas vidas. Essa extensa lista de crimes inclui um assassinato ocorrido em 27 de março de 2022 em Água Doce, município de 6,5 mil habitantes situado no Meio-Oeste catarinense.

Naquela madrugada, dois homens cometeram um homicídio por suspeitarem que a vítima simpatizava com uma organização rival. Um dos autores desfrutava da saída temporária do presídio.

Os réus foram julgados e condenados na última sexta-feira (23), a pedido do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC). A sessão do Tribunal do Júri aconteceu no fórum Joaçaba, com base na denúncia oferecida pela 3ª Promotoria de Justiça da comarca. Os jurados decidiram que o crime foi praticado por motivo torpe, mediante traição e emprego de recurso que dificultou a defesa da vítima.

A dupla também foi sentenciada por tráfico de drogas, porte ilegal de armas de fogo e roubo à mão armada. A Justiça fixou as penas, respectivamente, em 25 e 28 anos de reclusão em regime fechado. Os réus retornaram à prisão logo após a leitura da sentença e não poderão recorrer em liberdade.

Relembre o caso

Segundo a denúncia, a dupla chegou de Faxinal dos Guedes a Água Doce um dia antes, portando armas em desacordo com a legislação e carregando cocaína e maconha para comercialização. Ambos passaram um tempo na casa da vítima, mas suspeitaram que ela simpatizava com uma facção rival e então a traíram, alvejando-a pelas costas, o que reduziu as possibilidades de defesa. Segundo o laudo cadavérico, a morte ocorreu por traumatismo crânio-encefálico.

Vale ressaltar que os réus comercializaram parte das drogas e praticaram o homicídio com as armas de fogo portadas ilegalmente. Além disso, um carro foi roubado durante a fuga, mediante graves ameaças ao proprietário.

Participe da comunidade no Whatsapp da Atual FM e receba as principais notícias do Oeste Catarinense na palma da sua mão.

*Ao entrar você está ciente e de acordo com todos os termos de uso e privacidade do WhatsApp

Notícias Relacionadas

Em Alta