Ao vivo Rádio Atual FM
18.5 C
Concórdia

Jogador que agrediu árbitro de futebol durante partida em Xavantina terá de indenizá-lo em R$ 15 mil

Xavantina – Por agredir um árbitro de futebol durante a partida, um jogador terá agora de indenizá-lo por danos morais em R$ 15 mil, acrescidos de juros e correção monetária. O fato ocorreu durante um jogo disputado em Xavantina.

A 2ª Câmara Civil do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) manteve a sentença na íntegra, apesar dos recursos do atleta agressor e do árbitro vítima. Segundo o colegiado, “é inegável a ocorrência de abalo moral por agressão física, notadamente quando bem demonstrada, seja pelas fotografias que compõem a inicial, seja pelo exame de corpo de delito”.

De acordo com o processo, em setembro de 2015, a prefeitura organizou um campeonato de futebol. Durante o segundo tempo de uma partida, um atleta recebeu o cartão amarelo porque proferiu ofensas ao trio de arbitragem. Quando o árbitro se virou para o mesário, com o objetivo de informar a penalidade, foi agredido por trás em seu rosto. Além do hematoma na face, a vítima revelou que sofreu problemas dentários. Por conta disso, o árbitro ajuizou ação pela reparação dos danos morais, estéticos, materiais e pelos lucros cessantes.

Sem os devidos comprovantes de despesas médicas e da redução de sua remuneração, o pedido foi deferido em parte para condenar o atleta ao pagamento de R$ 15 mil pelo dano moral. Inconformados, o atleta agressor e o árbitro recorreram ao TJSC. O réu requereu a ocorrência da prescrição trienal da pretensão indenizatória. Defendeu que não existe abalo moral indenizável. Subsidiariamente, requereu a minoração do quantum indenizatório por danos morais. Já a vítima pediu a majoração da indenização.

Participe da comunidade no Whatsapp da Atual FM e receba as principais notícias do Oeste Catarinense na palma da sua mão.

*Ao entrar você está ciente e de acordo com todos os termos de uso e privacidade do WhatsApp

Notícias Relacionadas

Em Alta