Ao vivo Rádio Atual FM
20.4 C
Concórdia

Justiça encaminha para adoção filhos de mulher denunciada por negligência em Ipira

Ipira – A Justiça de Capinzal negou a guarda provisória à avó de duas crianças em Ipira. A filha dela teve os dois filhos encaminhados a um abrigo, após intervenção do Conselho Tutelar. As crianças estão em fase de adoção, seno que já estão sob os cuidados de um casal que manifestou interesse na adoção. Elas passarão por um período de adaptação, e caso se adequem, poderão ser adotadas em definitivo.
Em 19 de janeiro do ano passado o Conselho Tutelar denunciou à Vara da Infância e da Juventude o caso do menino de 8 meses que sofreu queimaduras com água quente em Ipira. Além dele, o irmão de pouco mais de um ano também foi levado a um abrigo em Capinzal. De acordo com o Conselho Tutelar, a decisão foi tomada pela maioria do colegiado do órgão depois do recebimento de denúncias de maus tratos.
Conforme o Conselho, a mãe de 24 anos estaria sendo negligente em relação aos filhos. As duas crianças tiradas da guarda da mãe foram levadas à Casa Lar no município de Capinzal. Antes da aplicação da medida a Vara da Infância e da Juventude da comarca foi comunicada e avalizou a ação que contou com o apoio da Polícia Militar. A mãe teria relutado em entregar os filhos.
As queimaduras
No dia 13 de janeiro de 2015 o bebê de oito meses sofreu queimaduras com água quente de 2°grau nas pernas e de 1° grau nos braços. O menino foi levado pelos bombeiros de Piratuba ao hospital, medicado e se recuperava em casa. A mãe disse que estaria tomando chimarrão quando deixou a chaleira no chão. O acidente teria ocorrido no momento em que ela teria atendido uma ligação em seu celular. A versão causou dúvidas ao Conselho Tutelar e ao Poder Judiciário. A guarda definitiva será decidida pelo Poder Judiciário de Capinzal que já autorizou o período de adequação ao casal interessado.

Participe da comunidade no Whatsapp da Atual FM e receba as principais notícias do Oeste Catarinense na palma da sua mão.

*Ao entrar você está ciente e de acordo com todos os termos de uso e privacidade do WhatsApp

Notícias Relacionadas

Em Alta