Ao vivo Rádio Atual FM
15.8 C
Concórdia

Polícia Civil conclui inquérito sobre bebê que morreu logo após parto

Itapiranga – A Polícia Civil concluiu o inquérito que apurou possível negligência médica na morte de uma bebê recém-nascida no Hospital Sagrada Família, em Itapiranga, na manhã de 1° de abril.

Segundo a delegada Joelma Alberton, da Delegacia de Polícia de Itapiranga, não houve negligência do Hospital.

Os pais da criança deram entrada no Hospital por volta das 4h45. O médico obstetra solicitou uma cesárea de emergência após constatar que os batimentos cardíacos da criança estavam baixos.

A cesárea foi feita após as seis horas da manhã. A menina nasceu com vida, mas morreu minutos depois. Os funcionários do Hospital realizaram os procedimentos de reanimação, mas sem sucesso.

Investigações

A Polícia Civil então instaurou um inquérito para apurar a conduta do pai e do médico anestesista. O pai teria agredido o anestesista após ele demorar para atender as ligações e comparecer ao Hospital.

O homem alegou em Boletim de Ocorrência que o anestesista de plantão, que estava em regime de sobreaviso, teria demorado mais de 40 minutos para prestar atendimento de urgência à gestante. Segundo a Polícia Civil, o médico estava fazendo sua caminhada matinal.

O Setor de Investigação da Polícia Civil de Itapiranga analisou imagens fornecidas pelo Hospital e comprovou que apenas 16 minutos se passaram entre a saída do marido da gestante para buscar o médico e o retorno ao local, rechaçando a possibilidade de
negligência.

Morte da bebê

O exame pericial realizado no Instituto Médico Legal mostrou que a causa da morte é indeterminada. Segundo a delegada Joelma Alberton, da Polícia Civil de Itapiranga, ainda falta um exame a ser recebido para verificar se havia alguma patologia.

A Polícia Civil solicitou ao Poder Judiciário maior prazo para juntar o exame restante ao Inquérito. As diligências realizadas foram encaminhadas para análise do Ministério Público. (Diário do Iguaçu)

Participe da comunidade no Whatsapp da Atual FM e receba as principais notícias do Oeste Catarinense na palma da sua mão.

*Ao entrar você está ciente e de acordo com todos os termos de uso e privacidade do WhatsApp

Notícias Relacionadas

Em Alta