Ao vivo Rádio Atual FM
23.2 C
Concórdia

Polícia conclui que não houve homicídio no caso Rafael Siqueira, em Seara

Seara – A morte do jovem searaense Rafael Siqueira, de 30 anos de idade, registrada no dia 24 de dezembro de 2023, teve novos desdobramento nos últimos dias com as informações divulgadas pela Polícia Civil sobre a investigação do caso.

A polícia concluiu não ter havido o crime de homicídio mesmo após uma hipótese inicial de que a vítima poderia ter sido agredida.

Conforme o delegado Álvaro Opitz, que está respondendo pela DIC e pela delegacia de Seara “a Polícia Civil de Seara instaurou inquérito e apurou que Rafael foi localizado por populares, no dia 22 de dezembro de 2023, caído em via pública, com ferimentos no rosto e cabeça. Já no dia 24 a vítima faleceu em decorrência das lesões”.

A polícia informou ainda que “durante a instrução do inquérito a equipe de investigação da delegacia de Seara realizou diversas diligências e analisou inúmeras imagens de câmeras de monitoramento instaladas em diversos pontos da cidade, além de terem sido ouvidos Policiais Militares e Bombeiros Militares que haviam atendido a vítima”.

A polícia constatou que em pelo menos duas ocasiões Rafael foi atendido no hospital São Roque com lesões e dizia que estava sendo perseguido, porém nenhum suspeito, ou veículo, que pudesse estar seguindo ele aparecera nas imagens de videomonitoramento.

Com base nos laudos e exames cadavéricos a Polícia Civil afirmou que “Rafael havia feito uso de cocaína, o que pode ter potencializado o estado de desorientação”. Ainda concluiu ao final da investigação, não ter havido o crime de homicídio, sendo que a morte de Rafael foi em decorrência das lesões sofridas na queda do barranco, conforme local em que ele foi encontrado por populares. O inquérito foi encaminhado ao Poder Judiciário e será analisado pelo Ministério Público da Comarca de Seara”. (Belos FM)

Participe da comunidade no Whatsapp da Atual FM e receba as principais notícias do Oeste Catarinense na palma da sua mão.

*Ao entrar você está ciente e de acordo com todos os termos de uso e privacidade do WhatsApp

Notícias Relacionadas

Em Alta