Ao vivo Rádio Atual FM
9.4 C
Concórdia

Prefeituras da AMAUC divulgam notas após operação do GAECO nessa quarta-feira, dia 19

AMAUC – Na manhã desta quarta-feira, dia 19, diversas prefeituras da região da AMAUC foram alvo de uma operação desencadeada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO). As administrações municipais de Ipira, Jaborá e Piratuba emitiram notas esclarecendo a ação dos investigadores e a apreensão de documentos.

Em Ipira, a Prefeitura divulgou que os documentos apreendidos, relacionados às empresas ECON – Assessoria em Gestão LTDA, MEGA – Assessoria e Consultoria LTDA – EPP e ACTU Assessoria Consultoria e Serviços LTDA – EPP, referem-se ao período de 2015 a 2021. No entanto, a nota não abordou a possível prisão do prefeito, que teria sido levado pelos investigadores do GAECO.

A Prefeitura de Jaborá também foi alvo de busca e apreensão. A nota oficial revela que os documentos apreendidos referem-se a processos licitatórios dos anos de 2015 e 2019. A administração municipal informou que colaborou integralmente com as autoridades. A empresa investigada já havia tido seu contrato rescindido em 22 de fevereiro de 2021.

Em Piratuba, a prefeitura esclareceu que os membros do GAECO estiveram no prédio do executivo municipal para obter acesso a documentos de empresas investigadas pelo órgão.

A administração reiterou que está à disposição das autoridades competentes.

A operação do GAECO nesta quarta-feira faz parte de uma investigação mais ampla sobre supostas irregularidades em contratos públicos e processos licitatórios. A ação envolveu a busca e apreensão de documentos em várias prefeituras e possivelmente a prisão de algumas autoridades municipais.

O GAECO investiga práticas de corrupção, lavagem de dinheiro e outras atividades ilícitas envolvendo contratos públicos com empresas de consultoria e assessoria. A operação visa garantir a transparência e a legalidade dos processos administrativos, além de responsabilizar eventuais envolvidos em práticas criminosas.

Os prefeitos presos são: Clori Peroza (PT), prefeita de Ipuaçu; Fernando de Fáveri (MDB), prefeito de Cocal do Sul; Marcelo Baldissera (PL), prefeito de Ipira; e Mario Afonso Woitexem (PSDB), de Pinhalzinho.

Participe da comunidade no Whatsapp da Atual FM e receba as principais notícias do Oeste Catarinense na palma da sua mão.

*Ao entrar você está ciente e de acordo com todos os termos de uso e privacidade do WhatsApp

Notícias Relacionadas

Em Alta