Ao vivo Rádio Atual FM
17.3 C
Concórdia

Câmara aprovará em sessão nesta segunda-feira projeto que libera o horário do comércio em Concórdia

Concórdia – A Câmara de Vereadores de Concórdia fará nessa segunda-feira, dia 4, a votação mais polêmica de 2017. Em pauta a partir das 18h, o Projeto de Lei que altera o horário de atendimento dos estabelecimentos comerciais do Município. A proposta da Prefeitura é liberar o horário do comércio para que os empresários possam atender, conforme a suas necessidades.
A classe patronal se divide sobre o tema e os trabalhadores do comércio ainda resistem, principalmente pela proposta de liberar o funcionamento aos domingos. A proposta da Prefeitura de Concórdia é autorizar os empresários a abrir as lojas todos os dias da semana das 6h às 22h.
Algumas empresas já garantiram através de decisão judicial a autorização para o funcionamento em horário alternativo. Na sexta-feira, dia 1, o assunto foi discutido em sessão polêmica que envolveu vereadores da situação e oposição. O projeto entraria em pauta no mesmo dia, porém foi adiado após a apresentação de emenda por parte dos vereadores Evandro Pegoraro e André Rizelo, ambos do PT.
A base governista tem absoluta certeza que o projeto irá passar com tranquilidade. A sessão da Câmara de Vereadores inicia a partir das 18h, já que intenção da oposição é levar o maior número de trabalhadores do comércio para acompanhar a votação.
Na última semana o vereador Evandro Pegoraro lamentou a posição do presidente Artêmio Ortigara em votar o projeto em sessão pela manhã. Nesse caso nenhum trabalhador poderia estar presente devido aos compromissos profissionais. Depois de muita discussão houve a mudança do horário.
Ortigara adiantou que as sessões estavam agendadas para o período da manhã há várias semanas, após um acordo entre todos os vereadores da casa, inclusive os da oposição.

Participe da comunidade no Whatsapp da Atual FM e receba as principais notícias do Oeste Catarinense na palma da sua mão.

*Ao entrar você está ciente e de acordo com todos os termos de uso e privacidade do WhatsApp

Notícias Relacionadas

Em Alta