Ao vivo Rádio Atual FM
10.9 C
Concórdia

Chuva e enchentes: as notícias atualizadas das últimas 24 horas no Rio Grande do Sul

Rio Grande do Sul – O Rio Grande do Sul enfrenta um cenário de tragédia diante das intensas chuvas que assolam o estado. Com registros alarmantes de enchentes, deslizamentos de terra e outras consequências devastadoras, comunidades inteiras lutam para lidar com os impactos dessa catástrofe natural.

Diante desse panorama, autoridades e equipes de resgate mobilizam esforços para prestar socorro e assistência às vítimas, enquanto a população busca se manter segura e amparada diante dos desafios impostos pela força da natureza

São Francisco de Paula

A prefeitura de São Francisco de Paula alerta para o risco de deslizamento na Barragem do Salto, pedindo evacuação imediata da região. O perigo de desmoronamento pode gerar ondas no reservatório, ameaçando residências nas áreas costeiras do Rio Caí.

A medida é uma precaução, também válida para a população ribeirinha de Nova Petrópolis. O prefeito Marcos Aguzzolli, em vídeo nas redes sociais, reforça o pedido de saída, destacando rachaduras na área afetada e a presença da Defesa Civil para auxiliar os moradores. Não há previsão para retorno às residências.

Caxias do Sul

Nesta segunda-feira (13), a prefeitura de Caxias do Sul evacuou uma área no bairro Galópolis, onde residem 40 famílias, devido ao risco iminente de deslizamentos. Durante a ação noturna, sete famílias foram retiradas da região considerada de alto risco. Uma família venezuelana, composta por um casal e um filho, foi encaminhada ao ginásio do Sesi, enquanto as demais buscaram abrigo na casa de parentes.

A medida foi tomada pelo gabinete de crise municipal, em reunião realizada no mesmo dia. De acordo com a assessoria de imprensa da prefeitura, novos deslizamentos e blocos na encosta motivaram a ação preventiva.

Porto Alegre

Até esta segunda-feira (13), cerca de 20 mil veículos de emergência já utilizaram o “corredor humanitário” provisório em Porto Alegre. Este caminho emergencial foi construído entre a Rua da Conceição e a Avenida Castelo Branco, ao lado da Rodoviária da cidade, e é exclusivo para caminhões-pipa, carretas com doações, ambulâncias e viaturas.

A liberação desse corredor aconteceu por volta das 18h de sexta-feira (10) pela Prefeitura de Porto Alegre. Com a região alagada, a via tem como propósito oferecer uma alternativa para que os veículos de emergência possam prestar suporte às pessoas afetadas pelas enchentes na Capital, além de aliviar o tráfego na RS-118, que é uma das principais vias de acesso à Região Metropolitana.

Recursos ao Governo do Estado

Em pronunciamento na tarde desta segunda-feira, 13, o governo federal anunciou a suspensão do pagamento da dívida do Rio Grande do Sul com a União por um período de três anos.

Os recursos que seriam destinados ao pagamento serão redirecionados para um fundo voltado à implementação de medidas para minimizar os impactos das enchentes no estado.

É importante ressaltar que durante esse período de suspensão não serão cobrados juros nem multas sobre a dívida. O valor total das parcelas a serem suspensas por ano alcança R$ 3,5 bilhões.

Rodovia seguem bloqueada

A situação das rodovias no Rio Grande do Sul permanece delicada devido aos estragos causados pelas enchentes e deslizamentos das últimas semanas. A BR 290, uma das principais vias do estado, que conecta o RS a Uruguaiana, segue interditada.

Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e do Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM), já são contabilizados 163 bloqueios parciais ou totais nas estradas gaúchas. Desse total, 109 bloqueios são considerados totais, enquanto 54 são parciais.

A PRF informa que nas rodovias federais existem 61 bloqueios, dos quais 48 são totais e 13 parciais. Ainda não há previsão para a normalização do tráfego nessas vias, uma vez que os trabalhos de recuperação e desobstrução seguem em andamento.

Participe da comunidade no Whatsapp da Atual FM e receba as principais notícias do Oeste Catarinense na palma da sua mão.

*Ao entrar você está ciente e de acordo com todos os termos de uso e privacidade do WhatsApp

Notícias Relacionadas

Em Alta