Ao vivo Rádio Atual FM
18.2 C
Concórdia

FIESC discute projeto para elevar qualidade da educação em Concórdia

1Concórdia – O diretor-executivo do Movimento Santa Catarina pela Educação, Antônio Carradore, o vice-presidente da FIESC, para a região do Alto Uruguai Catarinense, Álvaro Luis de Mendonça, e a diretora regional do SESI, Rosane Kunen, estiveram reunidos na segunda-feira, dia 16, com o prefeito de Concórdia Rogério Luciano Pacheco. Na oportunidade, as lideranças debateram sobre um projeto na área de Educação para Concórdia. “Saímos da reunião com um compromisso de estruturarmos uma proposta para elevar a qualidade da educação no município de Concórdia.
O nosso projeto vem no sentido de desenvolver competências socioemocionais, que contemplam as atitudes dos alunos, trabalho em equipe, disponibilidade para o novo e integração. É o que chamamos de Competências do Século XXI. Nosso objetivo é que essas crianças estejam preparadas para os desafios do futuro. A escola não pode ensinar só o cognitivo, precisa ir além”, observa Carradore . Para que esses jovens estejam preparados para o futuros
Para o vice-presidente da FIESC, para o Alto Uruguai Catarinense, Álvaro Luis de Mendonça, o encontro com o prefeito foi produtivo e mostrou que o município tem a intenção de promover avanços na área de educação. “O prefeito Rogério Pacheco demonstrou que quer colocar a educação do município em um patamar mais elevado. Neste aspecto, a FIESC pode ser uma importante parceira, viabilizando um projeto que ultrapassa a fronteira das escolas, trabalhando valores que são fundamentais para a formação de cidadãos críticos, analíticos e preparados para as novas profissões que serão criadas no futuro.
A conversa com o prefeito foi o ponto de partida para estabelecermos uma parceria, que poderá trazer ganhos significativos para a educação do nosso município”, destaca Mendonça. O prefeito de Concórdia, Rogério Pacheco, enaltece todas as ações que são pensadas e principalmente, as que já estão dando um retorno positivo, na área de educação. “Percebemos que esse modelo de educação continuada tem colhido bons frutos e a Administração Municipal tem interesse em aplicar práticas que dão certo e possam melhorar a qualidade de ensino”, sublinha.
O Movimento Santa Catarina pela Educação tem a finalidade de mobilizar, articular e influenciar os setores econômicos e o poder público para melhorar a educação quanto à escolaridade, qualificação profissional e qualidade do ensino. Reúne representantes dos setores econômicos, dos sindicatos patronais e laborais, dos setores educacionais, da sociedade civil e do poder público, comprometidos com a causa de contribuir para Santa Catarina se manter na rota da inovação e do desenvolvimento social e econômico por meio da Educação. ”O Movimento procura unir os principais atores responsáveis pela educação para que coloquem essa temática em sua agenda de prioridades. É pela educação que se muda uma sociedade e que se muda o mundo”, assinala Antônio Carradore.
Neste ano, o Movimento Santa Catarina pela Educação trabalhará o tema “Educação Integral”. Durante o ano, diversas atividades serão desenvolvidas nos municípios, dando ênfase a esse assunto. Na terça-feira, dia 17, o diretor-executivo do Movimento Santa Catarina pela Educação, Antônio Carradore, e o vice-presidente da FIESC, para o Alto Uruguai, Álvaro Luis de Mendonça, estiveram reunidos com representantes do SESI e do SENAI para apresentar as ações que serão desencadeadas em 2018. O encontro também teve a presença da diretora regional do SESI, Rosane Kunen.
Um dos principais desafios do Movimento Santa Catarina pela Educação é fazer com que todo o trabalhador tenha escolaridade básica completa até 2024.O Movimento prioriza dois eixos: Educação para o mundo do trabalho, compreende o fortalecimento de parcerias com os setores econômicos para promover a escolaridade, a qualificação e o desenvolvimento profissional de seus trabalhadores e lideranças, tendo em vista que a Educação é fator-chave para o aumento da produtividade e competitividade e Articulação e Influência social na Educação em Santa Catarina, compreende a construção de uma agenda comum para influenciar na melhoria de indicadores de educação de Santa Catarina, por meio da mobilização e articulação entre o setor público e os setores econômicos. (Informações: PG Comunicação)

Participe da comunidade no Whatsapp da Atual FM e receba as principais notícias do Oeste Catarinense na palma da sua mão.

*Ao entrar você está ciente e de acordo com todos os termos de uso e privacidade do WhatsApp

Notícias Relacionadas

Em Alta