Ao vivo Rádio Atual FM
18.4 C
Concórdia

Governador lamenta morte de homem que teve carro levado por correnteza em Ipira

Estado – O governador Jorginho Mello acompanhou a situação da chuva em Santa Catarina, na manhã desta sexta-feira, 3, da sede da Secretaria de Estado da Proteção e Defesa Civil (SDC), em Florianópolis.

Ele lamentou a morte de um homem que teve o carro arrastado pela correnteza, em Ipira, e reforçou que as equipes do Governo do Estado estão mobilizadas para prestar todo o atendimento necessário à população atingida nos municípios. As regiões mais afetadas são o Oeste, Extremo Oeste e o Sul catarinense.

“Estamos atentos à situação da chuva em Santa Cataria, não desviando o olhar em momento algum. Infelizmente hoje uma morte foi confirmada e ao lamentar a perda de uma vida, a gente pede que as pessoas fiquem vigilantes, se informem sobre os alertas e adotem as medidas de proteção recomendadas pelos órgãos do Governo do Estado. A nossa secretaria de Proteção e Defesa Civil está trabalhando, diariamente, em conjunto com os municípios para saber o que eles estão precisando e informando sobre as condições do tempo. O Estado tem pessoas desalojadas e desabrigadas, mas estamos dando todo o suporte necessário”, reforçou o governador Jorginho Mello.

Segundo o Relatório emitido pela Secretaria, até o momento, em decorrência das fortes chuvas, há registro de uma pessoa ferida, em Caçador. Cabe ressaltar que existem informações de ocorrências que ainda não foram reportadas para a SDC pois as equipes técnicas estão em atendimento nos municípios.

Quanto aos danos e prejuízos, pelo menos 155 pessoas estão desalojadas e 26 desabrigadas, sendo que 33 municípios registraram ocorrências e, destes, três decretaram Situação de Emergência (SE), Araranguá, Praia Grande e São João do Sul. Equipes do Governo do Estado seguem trabalhando de maneira integrada para prestar a assistência necessária à população atingida.

SC em alerta para chuva intensa, volumosa e temporais

Durante os dias 3 e 4 de maio, uma frente fria que atua sobre o oceano, combinada com o avanço de um sistema de baixa pressão vindo do Paraguai, trazem chuvas intensas e volumosas, acompanhadas de temporais para Santa Catarina. Nas regiões destacadas em laranja e vermelho no mapa, o risco de ocorrências como alagamentos, enxurradas, destelhamentos, queda de árvores e danos na rede elétrica é considerado ALTO a MUITO ALTO. Nas áreas em amarelo o risco é MODERADO para ocorrências relacionadas aos temporais isolados.

As chuvas mais intensas são esperadas entre a tarde de sexta-feira, 3, e o amanhecer de sábado, 4, com acumulados entre 100 mm e 150 mm nas áreas em vermelho, entre 70 mm e 100 mm nas áreas em laranja e entre 20 mm e 40 mm nas áreas em amarelo, com pontuais que podem ficar acima desses valores em todas as regiões.

É importante ressaltar a incerteza associada à previsão da posição dos sistemas meteorológicos responsáveis por essas chuvas, o que pode ocasionar volumes acima ou abaixo do previsto.

Condições hidrológicas de SC

As intensas chuvas que têm assolado Santa Catarina nos últimos dias resultaram em elevados níveis dos rios em várias regiões do estado. Relatos de alagamentos, enxurradas e inundações já foram registrados em diversas áreas, alertando as autoridades e a população para os perigos decorrentes.

O Rio Uruguai na divisa com o Rio Grande do Sul, atingiu nível de emergência nos municípios de Itapiranga, Palmitos, Águas de Chapecó e São Carlos. Já na região do Litoral Sul, os principais pontos de elevação ocorreram nas bacias dos rios Mampituba e Araranguá. Ainda, foram registradas inundações e enxurradas ao sul da bacia do Rio do Peixe, no Meio Oeste, com destaque para os municípios de Capinzal, Ipira e Piratuba.

Com a previsão de mais chuvas ao longo desta sexta-feira, 3, o risco de novas inundações é considerado MUITO ALTO nas áreas próximas ao rio Uruguai, com previsão de elevação dos níveis entre a tarde e noite. Ainda o risco é ALTO para ocorrências de inundações e enxurradas no Oeste, nas bacias hidrográficas dos rios das Antas, Chapecó, Irani e Jacutinga, na bacia do rio do Peixe, no Meio Oeste, e bacias dos rios Canoas e Pelotas, na região do Planalto Sul.

Participe da comunidade no Whatsapp da Atual FM e receba as principais notícias do Oeste Catarinense na palma da sua mão.

*Ao entrar você está ciente e de acordo com todos os termos de uso e privacidade do WhatsApp

Notícias Relacionadas

Em Alta