Ao vivo Rádio Atual FM
9.7 C
Concórdia

Justiça decide que autora de incêndio em residência não seja submetida a júri popular

Concórdia – A Justiça Criminal da Comarca de Concórdia decidiu não levar a júri popular uma mulher acusada de tentar matar as próprias filhas ao atear fogo na casa com elas dentro. O caso ocorreu em novembro de 2019 no Bairro Vista Alegre.

Segundo a denúncia, a mulher teria provocado o incêndio após uma discussão, colocando em risco a vida das filhas, que estavam na residência. Relatos indicam que ela teria incendiado roupas, cobertores e um sofá, com as três dentro da casa. Uma das filhas conseguiu fugir do local, enquanto a segunda tentou escapar, mas foi impedida pela própria mãe, que alegou que ambas morreriam ali.

Contudo, durante o processo, os advogados de defesa, Leandro Bernardi e Jonathan Garda Vaz, apresentaram evidências de que a mulher não agiu com dolo, mas sim sob o efeito de bebida alcoólica e medicamentos. Diante disso, não foi possível comprovar a tentativa de homicídio contra as filhas.

Assim, a decisão judicial determinou que a acusada responderá apenas pelo crime de incêndio, não sendo submetida a júri popular.

Participe da comunidade no Whatsapp da Atual FM e receba as principais notícias do Oeste Catarinense na palma da sua mão.

*Ao entrar você está ciente e de acordo com todos os termos de uso e privacidade do WhatsApp

Notícias Relacionadas

Em Alta