Ao vivo Rádio Atual FM
21.1 C
Concórdia

Operação do Gaeco na região resulta em 70 presos e apreensão de mais de meio milhão de reais

A Operação deflagrada pelo GAECO com o objetivo principal de desarticular as atividades de uma das maiores organizações criminosas do estado em Xaxim e região, cumpriu 70 dos 76 mandados de prisão preventiva e 101 mandados de busca e apreensão, expedidos pelo Poder Judiciário da Comarca de Xaxim a pedido do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC).

Quatro novos mandados de busca foram conquistados no curso da operação e deferidos pelo Judiciário no mesmo dia.

No dia da operação, foram apreendidos R$ 612.236 em dinheiro, 3,4 quilos de cocaína, maconha e crack, que foram encaminhados à perícia, além de 3 armas, 107 munições/cartuchos, 98 celulares, mídias eletrônicas e documentos.

No curso da investigação, foram apreendidos, ainda, outros 102 quilos de drogas, uma pistola e uma submetralhadora, além da identificação de crimes de roubo, homicídio, sequestro, cárcere e incêndio.

As cidades onde foram cumpridos mandados de busca e apreensão e mandados de prisão são as seguintes: Xaxim, Chapecó, Xanxerê, Águas de Chapecó, Campos Novos, Catanduvas, Coronel Freitas, Formosa do Sul, Joaçaba, Caçador, Barra Velha, Biguaçu, Blumenau, Itajaí, Balneário Camboriú, Balneário Piçarras, Lages, Ponte Alta, Penha, Tubarão, Venâncio Aires/RS e Lajeado/RS.

A Operação é resultado de meses de investigação unindo esforços de diversas unidades de segurança do estado e é uma resposta contra as atividades do crime organizado. A investigação tramita em sigilo e, até o momento, há seis foragidos.

Todas as prisões estão mantidas. Em paralelo, a Polícia Científica trabalha na análise das provas apreendidas. São 30 dias para a conclusão dos interrogatórios, para então a 2ª PJ de Xaxim entregar a denúncia ao Judiciário.

Participe da comunidade no Whatsapp da Atual FM e receba as principais notícias do Oeste Catarinense na palma da sua mão.

*Ao entrar você está ciente e de acordo com todos os termos de uso e privacidade do WhatsApp

Notícias Relacionadas

Em Alta