Ao vivo Rádio Atual FM
8.3 C
Concórdia

PM é atacada com garrafas e cadeiras durante ocorrência de perturbação em Faxinal dos Guedes

Faxinal dos Guedes – Uma ocorrência de perturbação do sossego deu bastante trabalho para a Polícia Militar no final da noite desta sexta-feira, dia 19, em Faxinal dos Guedes, no Oeste catarinense.

As autoridades foram atacadas por um grupo de aproximadamente dez pessoas na rua Peroba, no bairro Ervatal, e precisaram chamar reforço e fazer uso de gás de pimenta para conter os envolvidos. Cinco homens foram detidos no local.

A PM foi acionada após denúncias de som alto, com homens fazendo consumo de bebidas alcoólicas. Na chegada, ao solicitar que o dono da moradia desligasse o som e cessasse a perturbação, vários homens começaram a insultar a guarnição. Um deles chegou a empurrar um dos policiais.

Conforme a PM, outros envolvidos partiram para cima com socos e chutes, obrigando a polícia a utilizar um bastão e gás de pimenta. Devido ao número de pessoas, os policiais recuaram até a viatura, mas os envolvidos passaram a atirar garrafas de bebidas alcoólicas e cadeiras que estavam na residência.

A PM precisou pedir apoio de outras guarnições. Após a chegada do reforço, vários homens correram em direção a uma área de mata e não foram identificados, mas cinco foram detidos.

Os envolvidos resistiram à prisão, não acatando ordens para colocar as mãos na cabeça. A PM utilizou técnicas de imobilização e antes de serem algemados, eles ainda reagiram com socos e chutes. Os homens têm entre 23 e 35 anos e foram levados para a Delegacia de Polícia Civil.

Várias garrafas e cadeiras quebradas ficaram no meio da rua e perto da viatura, que teve danos no capô. A PM também apreendeu no local uma caixa de som, um celular utilizado para filmar a ocorrência e objetos atirados contra a guarnição. (Oeste Mais)

Participe da comunidade no Whatsapp da Atual FM e receba as principais notícias do Oeste Catarinense na palma da sua mão.

*Ao entrar você está ciente e de acordo com todos os termos de uso e privacidade do WhatsApp

Notícias Relacionadas

Em Alta