Ao vivo Rádio Atual FM
10.8 C
Concórdia

Prefeitura reduzirá em 60% o repasse ao Handebol; Artifon diz que arrecadação do Executivo preocupa

Concórdia – A situação financeira do Handebol Feminino de Concórdia passa por um momento delicado e a formação de uma equipe competitiva para disputar as competições da temporada de 2017 poderá ficar inviabilizada. A principal mantenedora do time coordenado pelo técnico Alexandre Schneider vai reduzir em 60% o orçamento.
Depois de reuniões a Fundação Municipal de Esportes decidiu que a Prefeitura conseguirá repassar R$ 100 mil no ano ao clube. O custo anual do time que representa o Município na Liga Nacional e Jogos Abertos de Santa Catarina chega a R$ 350 mil.
Sem outros apoiadores de grande repercussão a verba pública era necessária para garantir a manutenção das atletas que já estão recebendo ofertas de times de São Paulo. Schneider afirma que será muito difícil manter as jogadoras em Concórdia, já que algumas são inclusive da Seleção Brasileira.
Em anos anteriores o Handebol Feminino recebia da Prefeitura de Concórdia através do Bolsa Atleta aproximadamente R$ 250 mil. O superintendente da Fundação Municipal de Esporte, Gil Artifon, afirma que nesse período a Prefeitura está preocupada com a arrecadação. Caso a economia volte a se estabilizar será possível fazer repasses maiores de recursos a partir dos próximos anos.

Participe da comunidade no Whatsapp da Atual FM e receba as principais notícias do Oeste Catarinense na palma da sua mão.

*Ao entrar você está ciente e de acordo com todos os termos de uso e privacidade do WhatsApp

Notícias Relacionadas

Em Alta