Ao vivo Rádio Atual FM
15.9 C
Concórdia

Prefeitura reúne entidades para reverter fechamento da Receita Federal em Concórdia

Concórdia – O prefeito Rogério Pacheco reuniu as entidades representativas de Concórdia na manhã desta quarta-feira (13) visando unir forças contra o fechamento da Agência da Receita Federal no município.

A notícia da decisão da transferência dos serviços para Joaçaba causou surpresa e indignação por parte do chefe do executivo.

Ocorre que em abril deste ano, a Receita Federal procurou o município solicitando apoio para a instalação de um Posto de Atendimento e a prefeitura se comprometeu em ceder dois servidores e também providenciar um espaço público. Hoje a Agência da Receita Federal atende em espaço alugado. No entanto, desde maio não se consegue mais contato com os responsáveis.

O município evitou recentemente o fechamento do posto do Ministério do Trabalho em Concórdia, cedendo espaço junto ao prédio da Secretaria Municipal de Educação. A possibilidade de fechamento de mais um órgão público interfere na classificação da cidade, prejudicando por exemplo, o valor de financiamentos habitacionais.

Pacheco comentou que é inadmissível que Concórdia, sendo a segunda maior cidade do Grande Oeste Catarinense em população e a 14ª economia do Estado, perca o órgão para Joaçaba.

“Isso vai causar um transtorno muito grande para nossos cidadãos, que precisarão se deslocar para outra cidade para a resolução de problemas. Por isso, estamos unindo forças para buscar reverter essa informação antes que ocorra a publicação nos órgãos oficiais do Governo Federal”, adiantou o prefeito.

O documento também será enviado aos parlamentares com representatividade na região. Participaram da reunião de mobilização hoje os representantes da ACIC, CDL, OAB, SINDUSCON, FIESC, SINDILOJAS, SETCOM, Sindicato dos Contabilistas e os secretários municipais Vinícius Furlanetto, Neuri Comin e Wagner Simioni.

Participe da comunidade no Whatsapp da Atual FM e receba as principais notícias do Oeste Catarinense na palma da sua mão.

*Ao entrar você está ciente e de acordo com todos os termos de uso e privacidade do WhatsApp

Notícias Relacionadas

Em Alta