Ao vivo Rádio Atual FM
15.1 C
Concórdia

Suspeitos por matar homem e esquartejar o corpo são presos pela Polícia Civil de Joaçaba

Joaçaba – A Polícia Civil por intermédio da Divisão de Investigação Criminal de Joaçaba (DIC), cumpriu dois mandados de prisão temporária e dois mandados de busca e apreensão em desfavor de suspeitos investigados pela prática de crime de homicídio e ocultação de cadáver.

No último dia 04 de abril, Elton Carvalho foi visto pela última vez na residência de um dos suspeitos, sendo que, no dia seguinte, sua irmã registrou boletim de ocorrência de desaparecimento do mesmo.

A partir da prisão de cinco pessoas por crime de tráfico de drogas, no dia 29 de maio de 2024, as investigações evoluíram e, na terça-feira (11), um dos suspeitos confessou ter esquartejado o corpo a pedido de outro, alegando estar sendo ameaçado e obrigando a fazê-lo e ocultar o cadáver sob pena de ser morto e a sua família também.

O corpo, após dilacerado, foi colocado em bolsas e sacos plásticos, que foram jogados nos fundo de um aterro, próximo da residência onde foi morto e, posteriormente, parte encobertas com pedras, outras com galhos, folhas e outros restos de mato.

Os restos mortais passam pela identificação junto ao Departamento Médico Legista –DML da Polícia Científica, cuja perícia identificou uma perfuração de projétil de arma de fogo na testa e realizou a extração do projétil. As investigações continuam no sentido de esclarecer todas as circunstâncias e motivação para o crime.

Os trabalhos iniciais das investigações foram efetuadas pela SIC de Herval d´Oeste, pois se tratava de um desaparecimento. Advindos elementos informativos sobre homicídio sem autoria, as diligências passaram a ser de atribuição da DIC de Joaçaba. As prisões e buscas foram efetuadas com apoio das SICs e Polícia Militar e Polícia Científica.

Participe da comunidade no Whatsapp da Atual FM e receba as principais notícias do Oeste Catarinense na palma da sua mão.

*Ao entrar você está ciente e de acordo com todos os termos de uso e privacidade do WhatsApp

Notícias Relacionadas

Em Alta