Ao vivo Rádio Atual FM
10.2 C
Concórdia

Após ser preso, homem admite ter matado ex-companheira no Centro de Chapecó

Chapecó – Na manhã deste sábado (04), a Polícia Militar (PM) divulgou mais detalhes da prisão do suspeito de ter matado a ex-companheira, Monica Uhlmann Gosch, de 45 anos, na travessa Guararapes, no Centro de Chapecó. Aos policiais, o homem, de 48 anos, admitiu que cometeu o crime.

“O autor do feminicídio identificado admitiu o fato ocorrido no dia de ontem, sendo que o canivete realizado na prática ficou no local. Segundo o autor, o casal possuía um relacionamento de 31 anos e a certo tempo estavam se desentendendo. Ao descobrir o novo relacionamento da esposa, perdeu a cabeça e cometeu o ato”, detalhou a PM.

A prisão

Após o crime, a PM iniciou as buscas pelo suspeito da morte de Monica. Foi informado aos policiais, que o homem fugiu em um veículo GM/Classic e se deslocava pela avenida Irineu Bornhausen. Com a informação recebida, as guarnições da PM passaram a realizar o cerco com o intuito de realizar a captura do autor.

Durante a conversa com os policiais, o homem admitiu que cometeu o crime. “Mediante tais fatos e por estar em situação de flagrante, tendo em vista que as buscas não foram cessadas, a guarnição conduziu o autor e o veículo a delegacia de Polícia para os procedimentos cabíveis”, informou a PM.

O crime

Na sexta-feira, por volta das 13h, o autor surpreendeu Monica na calçada, com golpes de faca, momentos após ela ter estacionado sua motoneta na travessa Guararapes.

Quando os policiais chegaram no local do crime, encontraram uma mulher deitada na calçada, com manchas de sangue, que era atendida pelas equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e Corpo de Bombeiros.

“No local estava presente uma testemunha, o qual informou que viu uma senhora caminhando na calçada da Travessa Guararapes com manchas de sangue pelo corpo pedindo ajuda, solicitando para ligar para a Polícia Militar, pois o ex-marido teria lhe esfaqueado. Após isso, a vítima caiu ao chão”, detalhou a PM.

Segundo a PM, o responsável da equipe que efetuou o atendimento médico, informou para os policiais que no corpo da vítima havia diversas perfurações e que haviam atestado o óbito logo em seguida.

Além da PM, Samu e Bombeiros, a Polícia Científica e a Polícia Civil também foram acionadas para a ocorrência. (ClicRDC)

Participe da comunidade no Whatsapp da Atual FM e receba as principais notícias do Oeste Catarinense na palma da sua mão.

*Ao entrar você está ciente e de acordo com todos os termos de uso e privacidade do WhatsApp

Notícias Relacionadas

Em Alta