Ao vivo Rádio Atual FM
7.8 C
Concórdia

Chuva deve reduzir no RS, mas áreas permanecem inundadas em várias cidades

RS – O Rio Grande do Sul ainda enfrenta uma crise humanitária diante dos temporais e cheias que assolam o estado desde o final de abril.

Com mais sete mortes confirmadas neste domingo (12), o total de vítimas fatais chega a 145, enquanto 132 pessoas permanecem desaparecidas e 806 ficaram feridas, um aumento de 50 casos em relação ao dia anterior.

A situação se agrava com o retorno das chuvas, elevando para mais de 618 mil o número de pessoas deslocadas de suas residências, sendo mais de 81 mil alojadas em abrigos e 538 mil desalojadas, buscando refúgio em casas de amigos e familiares.

O estado permanece em alerta devido ao alto volume de chuvas, aumento do nível dos rios, risco de deslizamentos e queda nas temperaturas. Porto Alegre, em particular, enfrenta a possibilidade de uma nova cheia histórica, com o lago Guaíba podendo atingir 5,5 metros nas próximas 48 horas, ultrapassando o pico de 5,3 metros registrado no último dia 5.

A previsão do tempo indica uma diminuição da chuva ao longo desta segunda-feira (13), proporcionando um alívio temporário em meio à situação de emergência que assola o estado.

Participe da comunidade no Whatsapp da Atual FM e receba as principais notícias do Oeste Catarinense na palma da sua mão.

*Ao entrar você está ciente e de acordo com todos os termos de uso e privacidade do WhatsApp

Notícias Relacionadas

Em Alta