Ao vivo Rádio Atual FM
9.7 C
Concórdia

MPSC analisa possibilidade de contestar liberação de Cláudia Hoeckler, acusada de matar o marido

Lacerdópolis – A Coordenadoria de Recursos Criminais do Ministério Público em Florianópolis está analisando a interposição de recursos para tentar reverter a decisão da 1ª Câmara Criminal de Florianópolis que concedeu um habeas corpus para Cláudia Tavares Hoeckler, acusada de assassinar o marido em Lacerdópolis.

O crime ganhou grande repercussão na região, já que a vítima tem familiares em Concórdia e já havia residido no Município alguns anos. Valdemir Hoeckler teria sido asfixiado e depois teve pernas e braços amarrados e colocado no freezer da residência.

O advogado de defesa de Cláudia contesta e diz que a causa morte ainda não foi explicada, conforme o laudo da Polícia Científica. O Ministério Público ainda não decidiu qual será a melhor alternativa, mas está avaliando a possibilidade de recurso para tentar “cassar” a decisão de Segunda Instância.

Caso isso ocorra, não se descarta a possibilidade de Cláudia retornar ao presídio de Chapecó para aguardar o julgamento. Cláudia saiu do Presídio de Chapecó na semana passada, mais magra, porém querendo retomar a vida em Joaçaba onde ela está residindo nesse momento por força da decisão judicial.

O advogado de defesa, Marco Alencar, disse que Cláudia era vítima de violência doméstica, um dos motivos pela qual ela teria cometido o crime.

Participe da comunidade no Whatsapp da Atual FM e receba as principais notícias do Oeste Catarinense na palma da sua mão.

*Ao entrar você está ciente e de acordo com todos os termos de uso e privacidade do WhatsApp

Notícias Relacionadas

Em Alta