Ao vivo Rádio Atual FM
21.2 C
Concórdia

Mulher assassinada em Canhada Funda estava há 8 meses com o companheiro

Márcia Cecatto Hein, assassinada pelo companheiro na noite desta sexta-feira (05) na comunidade de Canhada Funda, interior de Concórdia, estava há oito meses namorando Leilor Schwaizer, que logo após o crime atentou contra a própria vida.
Ambos tinham 33 anos e foram encontrados mortos dentro de um Vectra com placas de Treze Tílias. A informação foi repassada pela irmã de Márcia, Indiamara Cecatto, ao portal Oestemais.
“A princípio, o que nossa família sabe é que eles estavam bem. Ela tinha saído do emprego, estava na casa da minha mãe, e também ficou alguns dias na casa da minha tia, que também mora aqui (Ponte Serrada). Ela foi para lá (Concórdia) para ficar com ele uns dias. A gente não conhece a família dele, mas pelo que sabe, estavam próximos à casa do pai dele, onde teve o ocorrido”, disse a irmã.
Segundo Indiamara, Leilor viajava de caminhão e morava com os pais, mas ficava bastante tempo na estrada. Márcia morava em Ponte Serrada. Antes, morou em Xanxerê. “Fazia pouco tempo que saiu do emprego e veio morar aqui com a minha mãe. Foi para lá faz uns dois dias, a convite dele, porque ela estava com o carro dele aqui e ele fez uma viagem para Florianópolis para resolver uns problemas da família dele. Quando ele votou, ligou para ela pegar ele no trevo de Irani, e eles foram lá para a casa do pai dele”, relatou.
Ainda de acordo com a irmã, Márcia não fez comentário algum sobre possíveis desentendimentos entre o casal. “Ela estava bem feliz com ele. Não teve queixa. Na verdade, o relacionamento deles era recente, tem mais ou menos uns oito meses. Ele veio algumas vezes aqui na casa da minha mãe. Eu, para falar a verdade, conversei com ele uma vez só, que a gente acabou se encontrando na casa da mãe. Ela viajava bastante com ele”.
Márcia tinha três filhos de um relacionamento anterior: um menino de 15 anos e duas meninas de sete e nove anos. “Elas foram comunicadas recentemente e estão bem abaladas. A mais velha só fala na mãe. Ela quer a mãe dela. Está bem difícil”, completou a irmã.
Márcia era natural de Pinhalzinho e Leilor de Ipira. Ambos eram motoristas de caminhão. Ela foi encontrada com uma marca de tiro no lado esquerdo da cabeça e ele no lado direito. No colo de Leilor, que estava no lado do motorista, havia uma pistola calibre 380 usada no crime.
Vídeo: Clique na imagem abaixo para iniciar
[vcfb id=769930133150316]

Participe da comunidade no Whatsapp da Atual FM e receba as principais notícias do Oeste Catarinense na palma da sua mão.

*Ao entrar você está ciente e de acordo com todos os termos de uso e privacidade do WhatsApp

Notícias Relacionadas

Em Alta